Velho Cantor – Marco Aurélio Vasconcellos e Os Posteiros


9ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 1979.
Compoisção premiada com o Terceiro Lugar.

VELHO CANTOR

Letra: Gilberto Carvalho
Música: Marco Aurélio Vasconcellos
Intérpretes: Marco Auréio Vasconcellos e Os Posteiros

Como figura surgida
do ventre fundo dos anos
sua estampa de Fronteira
sacudida de Minuanos
se derramava em guitarra
pelos fogões campechanos.

Contava até que de noite,
quando solito estradeava,
se o vento no alambrado
lhe desafiando assobiava
ele então de contra-ponto
até com o vento cantava.

Era o pago que encarnara
com sua baguala essência
neste campeiro Quixote
que cruzava a existência
palanqueando as tradições
de sua velha querência.

Onde andará o guitarreiro
já ninguém pode saber,
quem sabe se foi como o vento
novos cantos aprender,
quem sabe se fez guitarra
para cantando volver…
nas mãos de novos cantores
num eterno renascer!

Dizia o velho cantor
no seu campeiro cantar:
quem passa a vida cantando
não sente a vida passar!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s