Tatuagens – Chico Saratt e Mário Barbará


40ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 2017.
Composição premiada com o Melhor Arranjo

TATUAGENS

Letra: Gilberto Carvalho
Melodia: Lenin Nuñez
Intérpretes: Chico Saratt e Mário Barbará

Trago “pilhas” de retratos
e o calor desses abraços
dos lugares que passei.
Largos sorrisos gravados
e os gestos emocionados
dos irmãos que eu encontrei.

Guardo vinhos repartidos,
tantos goles comovidos,
em madrugadas sem fim
e alimentando a memória
tatuagens de alma e história
dos que são parte de mim.

Gente de gestos e jeitos,
Que embora o mundo imperfeito
São transparentes e iguais.
Que não desbotam no tempo,
Sendo gigantes no exemplo
de não precisar ser mais.

Lições dos meus ancestrais
que foram fundamentais
assegurando caminhos
colhidos nesta vivência
que me entregou na experiência
muito mais flores que espinhos.

Não sou de mim, não sou daqui,
só sei que estou e que existi.
Semeei a luz, sonho e amor
e embora a dor sei que vivi!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s