Quando a Querência Me Visita – Juliano Javoski


15º Acampamento da Canção Nativa – Campo Bom – RS – 2016.
Prêmio de Melhor Instrumentista para o Fernando Saalfeld.

QUANDO A QUERÊNCIA ME VISITA

Letra: Juliano Javoski
Música: Fernando Saalfeld
Intérprete: Juliano Javoski

Querência te fizeste ausência em mim
Quando tive que partir, buscar
O que escaciou em tua casa
Florida de alecrim

Um sonho de ser mais que campo e lida
Poeira, basteira e ferida, enfim
Rumos que o destino inventa
Pra nossa vida

Sorvendo teu verde pra alma
Te sinto aqui
Chamando de volta pras casa
Teu sempre guri
O mate da aurora se adoça em bom dia
E o mate da tarde se amarga em saudade de ti

Querência às vezes desgarrada me abraça
Me fala das coisas simples de lá
Com a boca de algum conterrâneo
Que vejo na praça

Guardo idéias, visões mais bonitas
Pra repartir contigo em silêncio
Na hora intangível do mate
Em que vens de visita

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s