Baile da Goteira – Raineri Spohr


1ª Galponeira de Bagé – Bagé – 2004.
Composição premiada como Música Mais Popular.

BAILE DA GOTEIRA

Letra: José Diogo Barros Corrêa
Música: Luiz Flávio de Mattos
Intérprete: Raineri Spohr

Fandango nos Olhos D’agua,
Bochincho de noite inteira!
Faça chuva ou tempo bom,
Com luar ou com goteira,
Gostoso é dançar juntinho,
No compasso da vaneira!

No salão da Tia Cleia,
Tem “uns buraco nas teia”,
Baile em noite de chuva,
Lá não levanta poeira,
Gaiteiro não para quieto,
S’esquivando das goteira!

Encosta morena, encosta,
Dançando toda faceira…
Me agarra que eu me derreto,
Florzinha da corticeira.

“La pucha” que baile bom,
De apartar na poeira!
Eu enlaço uma morena,
Agarrado nas cadeiras…
E o gaiteiro s’embalando,
Sapecado uma vaneira!

“Zoinho” da cor do céu,
Boquinha toda “vermeia”…
Quero sugar o teu mel,
Retoçando a noite inteira;
E é hoje que eu me acabo
Nos braços dessa trigueira!

O gaiteiro era dos buenos,
Não era qualquer porqueira,
Tocava se defendendo
Dos pingos da tal goteira,
E a indiada entreverada,
Dançando muita vanera!

Co’a morena na garupa
“Vou-m’embora” p’ra fronteira,
A trote vou escutando
Os embalos da vaneira…
E o gaiteiro balançando,
Fugindo da tal goteira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s