Um Desabafo – Gilson Afrânio Brum e Grupo Legendas


1º Aparte da Querência do Bugio – São Francisco de Assis – RS – 1993.

UM DESABAFO

Letra: Gilson Afrânio Brum
Música: Álvaro Feliciani
Intérprete: Gilson Afrânio Brum e Grupo Legendas

Muito distante os palanques,
Poucas tramas se espalhavam,
E no arame os passarinhos,
Meio encolhidos, cantavam.

Os pelinchos sonolentos
Com o vento se balançavam
E os fios velhos das cercas,
Num belo dueto, assoviavam…

Quatro cordas, quatro farpas,
Sufucientes pra conter!
Já que a grama de forquilha
Dava ao gado a garantia
De ter sempre o que comer.

Mourões de madeira branca,
Os cercados, labirintos,
Fortalezas de concreto,
Corredores infinitos.

Tanta cerca e pouco pasto
Não contém gado faminto,
Onde animais depressivos
Não gostam de seus recintos.

Invernadas que eram grandes
Reduziram-se a potreiros
Cheios de bem feitorias,
Caprichos de caderneiro.

Onde animais viram bois
Sem passarem por terneiros
E tiram o prazer das vacas
Do contato com o parceiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s