Baile Costeiro – Pablo Costa e Os Fronteiriços


3ª Reculuta da Canção Crioula – Guaíba – RS – 1985.
Composição que conquistou os prêmios de Música Mais Popular e Melho Conjunto Vocal (Os Fronteiriços).

BAILE COSTEIRO

Letra: João Alberto Pretto
Música: Martin Agnoletto e Talo Pereyra
Intérpretes: Pablo Costa e Os Fronteiriços

Tomei um banho de sanga
E passei água de cheiro,
Que eu ia botar a canga
Num baile solto e faceiro.
Danças e lua malandra,
Cantos de alguma calhandra,
Fresteado à luz de candeeiro.

Montei num pingo leviano
E me bandeei pro entreveiro,
Que nunca vi desengano
Em braço de missioneiro;
E num galope vaqueano,
Como sopro do minuano
Cheguei pro baile costeiro!

Dê-lhe boca, dê-lhe gaita!
E o fóle no vem-e-vai…
Ia alegrando a barranca
Lá na costa do Uruguai.
E o gaiteiro balseiro,
Só tocava, assim no más:
— Quem tá lá fora, não entra,
Quem tá qui dentro, não sai!

Esse baile não parava
Nem pra molhar o salão.
Polvadeira levantava
Sem escolher direção.
E era lindo o sarandeio
Da china, lá pelo meio,
Saudando meu coração.

E quando clareava o dia,
Que o fóle tava cansado,
E, de pressa, eu dizia:
— Não podes ficar parado!!!
E o gaiteiro, que era um taita,
Surrado de alça de gaita,
Amanunciava o teclado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s