Hospital de Guerra – Lisandro Amaral e Mariane Acorde


1º Canto Sem Fronteira – Bagé – RS – 2003.
Composição que conquistou os prêmios de Primeiro Lugar e Melhor Letra.

HOSPITAL DE GUERRA

Letra: Lisandro Amaral
Melodia: Lisandro Amaral
Declamação: Francisco Azambuja
Intérepetes: Lisandro Amaral e Mariane Acorde

Batalha e resto de povo
No luto em busca de terra…
…Encontram-se pranto e sangue:
Gemendo a sobra da guerra –

Batalha e resto de povo
O mesmo sangue da terra
Mais um que tomba em combate
– Provando o triste da guerra-

Genuíno! Traz a tesoura!
E mais um ramo de malva
Quem sabe a benção do campo
O braço guerreiro salva?

Genuíno! Mais fumo e cinza
Que aqui requer benzedura
E o doutor tenente disse:
Que em guerra – a fé também cura-

“No leito: – pilchas Farrapas –
Tingidas pelas batalhas
No campo: sangue de heróis
Que não ganharam medalhas

O lenço cai do pescoço
Transforma-se em atadura
E o olhar de campo e dor
Tem medo da sepultura”

Batalha e resto de povo
No luto em nome da terra…
…João Guerreiro, fecha os olhos
Provando o gosto da guerra –

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: