Quando a Mãe Se Vai do Rancho – João de Almeida Neto


3º Canto Missioneiro da Música Nativa – Santo Ângelo – RS – 2010.
Composição premiada com o Segundo Lugar, Melhor Letra (Vaine Darde) e Melhor Intérprete (João de Almeida Neto).

QUANDO A MÃE SE VAI DO RANCHO

Letra: Vaine Darde
Música: João Bernardi e Lenin Nunez
Intérprete: João de Almeida Neto

Quando a mãe se vai do rancho
Há uma tristeza tamanha,
As margaridas fenecem
A casa parece estranha…

Roupas pousam no varal,
Há silêncio na cozinha
E na floreira do pátio
Vicejam ervas daninhas.

Quando a mãe se vai do rancho
O coração se reparte
E há uma cadeira vazia
Na hora triste do mate…

O sonho se fez insônia
O berço perde o balanço…
E o filho pergunta a Deus:
Por que a mãe se vai do rancho?

Quando a mãe se vai do rancho
Fica um quarto solitário,
Uma santinha sem preces,
Um castiçal e um rosário…

Não mais o velho tempero
De manjerona e alecrim,
Somente um fogão sem lenha
Numa casa sem jardim.

Um dia chega essa hora
E o pranto não tem descanso,
Fica uma dor sem remédio
Quando a mãe se vai do rancho.

O sonho de fez insônia
O berço perde o balanço…
E o filho pergunta a Deus:
Por que a mãe se vai do rancho ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: