Na Mesma Cancela – Lú Schiavo


8º Canto de Luz – Ijuí – RS – 2019.

NA MESMA CANCELA

Letra: Juliano Santos
Melodia: Carlos Machado e Everton Rossetti
Intérprete: Lú Schiavo

No rosto do moço correram as lágrimas
Sangraram os olhos na triste manhã
Um sopro de vida, de alma tão bela
Abriu a cancela pra alma pagã

No rosto do moço, um triste retrato
O peito repleto de mágoas e dor
Na sina aragana de ser solitário
Num triste calvário esquecido do amor

O verso que faço, sem rima alguma
Se o dia amanhece, envolto em plumas
É um verso que triste relembra o passado
No peito contido, um choro calado

Chegou o inverno, bem antes da hora
Morreram as flores que um dia plantei
Na falta das chuvas, secou a vertente
Que por muito tempo, de perto cuidei

Quem sabe algum dia eu veja de novo
No solo fecundo que um dia semeei
Um jardim florido de rosas tão belas
Na mesma cancela que um dia fechei

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: