Milonga do Irmão Ausente – Jean Kirchoff


8º Canto de Luz – Ijuí – RS – 2019.

MILONGA DO IRMÃO AUSENTE

Letra: Rômulo Chaves
Melodia: Robledo Martins
Intérprete: Jean Kirchoff

Por onde andas mano velho, que não te vejo presente
Ficou um verso em silêncio, sentindo falta da gente…
A guitarra é um apelo a cantar de Saudades,
E a milonga, um bordão sonando de amizade

Eu, aqui, sigo em paz, com muita calma e confiança
Que uma hora ou outra, vais me encontrar na distância
O rancho ainda é aquele em que a milonga nascia
E o mate aquenta as ideias, prenunciando poesia…

POR ONDE ANDAS MANO VELHO NA PLENITUDE DAS HORAS?!
QUE A SOLIDÃO É MAIOR DESDE QUE FOSTE EMBORA…
A VASTIDÃO QUE CONSOME É UM VAZIO TÃO SILENTE
E O VENTO SILVA, NAS COPLAS, MILONGA DO IRMÃO AUSENTE…

Por onde andas mano velho, quisera notícias tuas
Que tenho gasto a lembrança por estas noites sem lua
A vida é breve, eu sei, mas parece mais longa
Quando se ausenta o parceiro pra dar voz às milongas

Vou seguindo daqui, como sei que querias
Cortando o tempo em astilha, fio da adaga mais fria
Quando em vez, bem parece que te vejo voltar
Mas, é vontade presente, com ausência no olhar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: