Milonga Caborteira – Raineri Spohr


8º Canto de Luz – Ijuí – RS – 2019.
Prêmio de Melhor Instrumentista (Cello – Celau Moreira).

MILONGA CABORTEIRA

Letra: Mauro Marques
Melodia: Mauro Marques
Intérprete: Raineri Spohr

O que o passado me traz,
além das lembrança tuas?
Quem sabe é a paixão que me faz
buscar esta dor… nua e crua!

É o mate que esfria ao meu lado;
é o tempo que busca a lonjura;
É o perdão que esquece o pecado
e que é lembrado em meio à loucura.

O pinho me invade os avessos
e consola esta dor do depois.
São monções que cobram seu preço…
São canções que ainda lembram nós dois.

Quem sabe a ilusão, aos pedaços,
se encontre e se torne verdade…
E, então, esses nossos fracassos
floresçam na minha saudade.

Ah, milonga… Escarceia no meu peito!
Ah, milonga… Ah, milonga caborteira!
Ah, milonga… Que saudade desse teu jeito!
Ah, milonga… Ah, milonga Caborteira!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: