Regalo Aos Meus Arreios – Cristiano Fantinel


34º Ponche Verde da Canção Gaúcha – Dom Pedrito – RS – 2019.
Composição premiada como o Melhor Tema Campeiro e Melhor Intérprete (Cristiano Fantinel).

REGALOS AOS MEUS ARREIOS

Letra: Henrique Fernandes
Melodia: Cristiano Fantinel
Intérprete: Cristiano Fantinel

De a tempo devo-te um verso
No mais gaúcho costeio.
Pois junto a ti me fiz homem
Nas lides do pastoreio.
Tornamos potros cavalos,
Por isso é justo o regalo
Que eu lhe cante -meus arreios-.

Dos tantos pingos de muda
Que meu basto se assentou,
Em nenhum ficou sinal
De um lombo que se pisou.
Me garantia a carona
O respeito que minha doma
Em tantos potros deixou.

Meu xergão de trança fina,
Pelego de lã socada…
Preparos de couro cru
Bombilhas e argolas prateadas.
O trono que faz de um vago
Ser rei do seu próprio pago
Nestes fundos de invernada.

Trazemos marcas que o tempo
Punilhou nosso semblante.
Firmando a pega dos malos,
Tocando tropas por diante.
Somos um só elemento
E não “floxamos” um tento
Pois nossa essência garante.

“Apero”, peço permisso
Pra te cantar nessa hora.
Nas “cruz” de tantos cavalos
Destapereamos as auroras.
Juntos paramos rodeio
Então, te regalo o arreio
Um verso que calça espora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s