História de Um Pala – Angelo Franco


24º Carijo da Canção Gaúcha – Palmeira das Missões – RS – 2009.

HISTÓRIA DE UM PALA

Letra: Túlio Souza
Música: Nilton Ferreira
Intérprete: Angelo Franco

Foi voltando do povoado
Num final de madrugada
Que encontrei o “pala velho”
Atirado pela estrada…

Não me adono do alheio,
Mas tomei por emprestado,
Era bruto aquele inverno
E eu andava mal pilchado.

Fiz promessa pra São Pedro,
Pra desfazer o mistério
E encontrar o tal vivente
Pra entregar o “pala velho”…

Que, por hora, me servia
Pra atacar bem mais que o frio;
Me defender de tormentas
E de adagas de bom fio.

Vez por outra o pala velho
Me serviu de cobertor…
Tantas vezes foi o ninho
Pras noitadas de amor.

Parece que tinha o dom
Herdado do velho dono:
Ser parceiro a todo custo
E renegar abandono.

Numa noite de bailanta
Uma chinoca da sala
Me falou – entristecida –
Que conhecia meu pala:

— Esse pala foi d’um taura
Que amava esta querência,
Foi a voz bugra do Pampa
Com o Rio Grande na essência!

Era um índio guitarreiro
– De garganta muy afiada –
Tinha na alma missioneira
A força de mil espadas!

Pra cumprir minha promessa,
Quando me for lá pro céu,
Vou levar o “pala velho”
Pra devolver ao Noel!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: