E Chovia – Cristiano Quevedo


36ª Califórnia da Canção Nativa do RS – Uruguaiana – RS – 2007.

E CHOVIA

Letra: Antônio Augusto Fagundes
Música: Duca Duarte
Intérprete: Cristiano Quevedo

Encilhei no galpão, que triste esta tarde fria
Era hora da partida, e chovia
Parece que o céu chorava e se despedia
O campo todo em silêncio, e chovia

Me fui de poncho molhado no fim do dia
Um adeus e uma saudade, e chovia
Tudo terminou assim, quem diria
Me perdi dentro da noite, e chovia

Ela ficou chorando, que judiaria
As lágrimas no seu rosto, e chovia
O sol virá amanhã, mas que alegria
Quado me fui, era noite, e chovia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: