Sangue Italiano, Alma Brasileira – Luiz Carlos Borges e Pirisca Grecco


12º Grito do Nativismo – Jaguari – RS – 2002.*

SANGUE ITALIANO, ALMA BRASILEIRA

Letra: Luiz Carlos Borges
Música: Luiz Carlos Borges
Intérpretes: Luiz Carlos Borges e Pirisca Grecco

Quando este pago não tinha cercas pra caborteiros;
Quando a paisagem moldava o homem deste rincão;
Meu bisavô, por aqui, chegou com os pioneiros,
Vindo do frio, era um homem forte, como um leão.

Ergueu um rancho, montou familia, criou herdeiros,
Que me ensinaram, de dois países, a tradição.

Sou italiano, sangue e raíz; sou brasileiro por devoção.
Trabalho, planto, colho, não deixo pra depois…
A minha fé divido com os dois e o coração.
Se alegra, chora, reza, e sempre tá feliz;
A minha gente é tudo o quanto diz esta canção.

Quando a semente cai sobre a terra, sou italiano;
E quando o fruto deste trabalho vai pro celeiro,
Eu agradeço na tradição de ano após ano,
Rezando alto, como faziam os pioneiros.

Mas quando a lua brilha no céu, eu não te engano,
Violão nos braços, alma nos dedos, sou brasileiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: