Na Boca da Noite Grande – Nilton Ferreira e César Oliveira


8ª Estância da Canção Gaúcha – São Gabriel – RS – 2000.
Composição vencedora da Festival.

NA BOCA DA NOITE GRANDE

Letra: Jairo Lambari Fernandes
Música: Nilton Ferreira
Intérpretes: Nilton Ferreira e César Oliveira

Na boca da noite grande…
O silêncio se enternece;
Uma cambona se aquece
No braseiro do fogão;
Sinto brotar no rincão
Um cantar de nazarenas
E a noite fica pequena
Na grandeza de um galpão.

Na boca da noite grande…
Hay vida pelas canhadas;
Rumores nas madrugadas
E romances em pelegos;
Chinas que contam segredos,
Peões quem morrem nos braços
Das que sofrenam mormaços
Nos golpes suaves dos dedos.

Na boca da noite grande…
Fantasmas arrastam chilenas;
Índios de barbas, melenas,
Chapéus de copa batida;
Homens de outras vidas
Que habitam os galpões…
Reacendendo fogões
Nas madrugadas compridas.

Na boca da noite grande…
Relembram lidas e vidas;
As chegadas e partidas,
Potreadas e corredores;
Velhos recuerdos de amores
Que, por mais que o tempo passe,
Se reacende e renasce
No canto dos pajadores.

Na boca da noite grande…
As bruxas andam teatinas,
Nos potreiros trançam crinas
Da cavalhada gaviona;
A noite é uma temporona
E sempre será, parceiro,
Porque meu canto fronteiro
É pátria, guitarra e cordeona.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: