Jeito de Viração – Pirisca Grecco


26ª Coxilha Nativista – Cruz Alta – RS – 2006.
Composição premiada pelo Segundo Lugar e Melhor Arranjo.

JEITO DE VIRAÇÃO

Letra: Carlos Omar Villela Gomes
Música: Jair Oliveira Medeiros
Intérprete: Pirisca Grecco

Minhas pegadas
São muito mais que pegadas,
São a paixão que me traz…

Nesses bolichos,
Por essas vilas perdidas,
Por esses campos sem paz.

Uma paixão que me faz
Bem maior que meu coração;
Uma verdade que foge da estrada,
Voar na amplidão.

Minhas pegadas
São muito mais que meus passos,
São o sinuelo de mim…

Os horizontes
São só pequenos pedaços
De uma jornada sem fim.

Esta paixão que me traz
Muito mais do que água e pão;
Esta canção que se faz
Pelo amor que floresce do chão.

Quando o tempo fala,
Todo mundo cala pra escutar,
Mas enquanto o vento canta,
O tempo se esquece de falar…

A paixão é igual ao vento,
Que chega manso entre nós
E, sem pensar…
Do peito faz viração, sua voz!

Quando o tempo fala,
Todo mundo cala pra escutar,
Mas enquanto o vento canta,
O tempo se esquece de falar…

A paixão é igual ao vento,
Que chega manso entre nós
E o coração…
Só escuta a sua voz.

Sinto saudade,
Uma estranha saudade
De um tempo que nunca foi…
Uma história, um disse:
“Plante o agora
Para colher o depois!”

Busco esse tempo escondido,
Com jeito de viração;
O que me leva é o vento
Que vem me ventar a paixão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: