Saleiro – Adriano Gomes, Leonel Gomez e Juliano Gomes


22ª Sapecada da Canção Nativa – Lages – SC – 2014.

SALEIRO

Letra: Evair Gomez
Música: Juliano Gomes
Intérpretes: Adriano Gomes, Leonel Gomez e Juliano Gomes

Dancei no embalo do vento
Com a cantoria dos sapos
Até que a trança d’um laço
Senti envolver-se em meu corpo
– Fui “ceibo em flor” igual outros –
E da canhada pra coxilha
Lambi pasto e maçanilhas
Pra renascer neste tronco

Num cepillar de coxilha
Rodeado de casco e terra
A cantilena que berra
É um mar de couro estirado
Voltei a ser batizado
Na catedral dum rodeio
Alma de sal… Baba de gado…
Corpo de tronco de “ceibo”

Sou cocho tronco de “ceibo”
Bordado a berro de vaca
Quando o rodeio se aparta
Sigo cumprindo meu rito
O gado marcha ao tranquito
Na direção da canhada
E eu de alma lavada
Me encontro sempre solito…

Num topo, plano, de cerro
É onde a noite me beija
Saleiro, corpo estendido
Tronco de “ceibo”, madeira…
A lua inteira é um clarão
E enquanto o dia não chega
Com cada pedra de sal
Empresto o brilho às estrelas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: