Ramão Churero – Miguel Bicca


1ª Tropilha Crioula da Música Gaúcha – São Borja – RS – 2011.
Composição premiada com o Segundo Lugar, Melhor Tema Campeiro e Música Mais Popular.

RAMÃO CHURERO

Letra: Miguel Bicca
Melodia: Maico Pimenta
Intérprete: Miguel Bicca

Um chapéu de quatro quinas,
com cinco palmos de aba,
lenço branco à meia espalda,
alpargata e bombacha larga.

Uma xerenga prateada
numa faixa colorada,
donde morava uma rastra,
toda de prata lavrada.

Sobrou somente a estampa,
carroceando por aí…
apeou na Piraí,
num corredor junto aos trilhos.

Vendeu a faca e a rastra
e ergueu um rancho, ligeiro,
como faz um João Barreiro
pra abrigar mulher e filho.

Trouxe com ele o tordilho
e um cusco baio ovelheiro,
parceiros pra toda vida
na sina de carrocear.

Batia o cabo do reio
na roda da jardineira,
avisando as cozinheiras
que a achúria ia chegar.

Olha a língua, dona Rita!
Tripa gorda, seu Adão!
Olha as patas, dona Chica!
Rim com sebo, Manecão!
O bucho pra rapaziada,
pras moças meu coração.

As cordas fortes ressequidas
num gancho de pitangueira,
um freio velho sem barbela,
um paysandu sem basteira.

O tordilho morreu faz tempo,
o ovelheiro partiu agora…
o Ramão sorri por fora,
mas morre, aos poucos, por dentro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: