Gaita Morena – Beto Ventura


12ª Sapecada da Serra Catarinense – Lages – SC – 2012.

GAITA MORENA

Letra: Adilson Oliveira
Música: Adilson Oliveira
Intérprete: Beto Ventura

Quando a brisa da noite invade as frestas
E as cortinas em festa se põe a bailar
O clarão da lua pelas rendas floridas
Te beijam querida, te fazem brilhar
Lembro de outrora, menina campeira
Que em meu colo faceira junto ao fogo de chão
O pó do galpão tu guardaste contigo
E em teu fole escondido vive o meu coração

Foi clarim nas alvoradas
Seresteira do luar
Hoje nas sombrias madrugadas
Sobre a velha canastra a repousar
Nossos caminhos traçamos juntos
Cinqüenta anos assim passou
Meu canto abrindo as porteiras do mundo
Tua voz nas lonjuras cravada ficou

Velha gaita botoneira
Companheira, o meu par
Entre nós não há segredos
Pelos meus dedos te fiz falar.
Quanta saudade, “gaita morena”
Das pousadas, das bailantas
Nos teus braços minha percanta
Meu peito se abre a cantar

Tu sabes bem já faz algum tempo
Que preso ao meu leito vivo a penar
Minhas mãos já cansadas, corpo enfraquecido
Já não consigo mais te segurar

Só peço ao patrão nestes dias que findam
Que retorne minha lida nos galpões do céu
Te acariciar com meus dedos querida
Foi por toda a minha vida, o meu maior troféu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: