E Bamo Embora e Já Se Fumo – José Araújo e Grupo


2º Ronco do Bugio – São Francisco de Paula – RS – 1987.

E BAMO EMBORA E JÁ SE FUMO

Letra: Carlos Moacir/Pedro Rodrigues
Música: José Araújo
Intérprete: José Araújo e Grupo

A “muié” se foi do rancho
Por não ter o que “cozinhá”
Não sobrou nenhum trocado
Pra dar leite pro piá

É brabo “nadá” de poncho
E “merguiá” de chiripá
Me desculpe o palavriado
É que nem deu pra “estudá”

E bamo embora e já se “fumo”
Que os “hóme” não são de nada
E em baile de cobra cega
Se dança de cola atada

O galo que abaixa a crista
E não entra no compasso
Se é taura, vira galinha
Não se escapa do puaço

Nesta peleia danada
Cuidado com o tal de banco
Periga perder as bombachas
E as botas virar tamanco

O negócio é “trabaiá”
Pra “engordá” o elefante
Se não dá pra criar vaca
Plante que ninguém garante

Mas abre o olho, “óia” o golpe
Que a “cousa” tá meia preta
Quem dança fora da raia
Não pode “mamá” na teta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: