Baguais – Anderson Marques, Evandro Marques e Guga Marques


19ª Tertúlia Músical Nativista – Santa Maria – RS – 2011.

BAGUAIS

Letra: André Oliveira
Melodia: Diego Vivian e Vinícius Lopes
Intérpretes: Anderson Marques, Evandro Marques e Guga Marques

Um par de arreio e cavalo,
Argola, ilhapa e presilha,
Pra um taura guapear solito
No lombo da sesmaria.
Fazendo da lida um regalo,
Entre trevais e flexilha.

Um par de esporas de ferro,
Ajojadas garroneiras,
Vinchaços marcando a lonca
E a valentia grongueira
Para estancar rebeldias
De tropilhas caborteiras.

Uma parelha de mouros
Para encurtar as estâncias,
Erguendo o pó das estradas
Para matar inconstâncias
E pechar boi na paleta
Nos rodeios das estâncias

Um par de rédeas torcida,
Apresilhada ao bocal,
Pra quebrar queixo de potro
E transformar um bagual
Num pingo bueno e campeiro,
Domado à moda oriental.

Um manancial de dois olhos,
Uma paisana serena,
Se afoga o índio bagual
Por mais que seja torena
E se queda amanunciado
No olhar de uma morena.

Um ventena emangueirado
Ao garreonear precavido,
Cai num pealo de cucharra
De um sovéu estendido,
Também queda, amanunciado,
Topando um buçal torcido.

Duas estampas baguais,
Fundidas na mesma imagem,
Figuras do pastoreio,
Perfil de força e coragem
Que o tempo doma, aos poucos,
Por mais que sejam selvagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: