Zamba Para as Missões – Armando Maicá e Araken Maicá


11º Canto Missioneiro da Canção Nativa – Santo Ângelo – RS – 2018.
Composição premiada com o Primeiro Lugar na Etapa Local.

ZAMBA PARA AS MISSÕES

Letra: Mauro Augusto
Melodia: Mauro Augusto
Intérprete: Armando Maicá e Araken Maicá

Na alma da gente, retumba um lamento,
E ecoa ao vento, os ideais de um povo,
Trazendo de volta, um tempo esquecido,
Um grito perdido renasce de novo.

Cruz de dois braços, estendida ao peito,
Relembrando feitos da nação guarani,
Entoa-se um hino, para o Índio Sepé,
Com garra e fé, desse povo daqui.

No eco dos sinos, ficaram as glórias,
Banhadas de histórias e tristes visões
No bronze e no ferro, restou a memória,
Batalhas inglórias das velhas Missões.

No chão missioneiro para sempre é lembrado,
Um índio em brados, defendendo a terra,
E nas pedras das ruínas, histórias de fé,
No Lunar de Sepé, centelhas da guerra.

Nos legaram glória num canto nativo,
De um povo altivo no chão missioneiro,
Mescla campeira com sangue imigrante,
Na saga brilhante, de um povo guerreiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: