Na Boca da Madrugada – Juliano Moreno


24ª Ronda de São Pedro – São Borja – RS – 2006.

NA BOCA DA MADRUGADA

Letra: Roberto Giordani
Música: Juliano Moreno
Intérprete: Juliano Moreno

Cheguei porteando no recinto
Pra o bem de tomar uma pura,
Com uma prateada no cinto,
Relampeando em noite escura.

Uns me olharam meio feio,
Louco pra perder a estribeira
E conversar com meu “reio”,
“Três palmo” e pouco de soiteira.

Bombeava o rubro de um vestido,
Enquanto armava um palheiro,
Que a vida só tem sentido
Quando os “zóio” tão faceiro.

E no balcão me abanco,
Já miro meio pros canto
E busco o olhar de uma morena…
Vem derramar teus carinhos,
Que uma noite é pequena,
E eu te mostro o caminho
Pra ti ver que vale a pena!

Já dou de mão na “cataluña”
E, no más, tu já te embala!…
Vem sentir as forças dos meus punhos
Pra nós sair cortando a sala.

Assim louco tu me traz
Com a idéia enfeitiçada,
E é bem assim que se faz
Na boca da madrugada.

Mas quando aparto da tropilha,
Vai ter que se ajeitar da boca,
Não tiro pra mãe das minhas filhas
China maleva e louca!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s