Baeta Colorada – Raineri Spohr


19ª Vigília do Canto Gaúcho – Cachoeira do Sul – RS – 2008.
Composição premiada pelo Melhor Conjunto Instrumental e o músico Tiago Abib se consagrou nela como Melhor Instrumentista.

BAETA COLORADA

Letra: Adriano Alves
Música: Raineri Sphor
Intérprete: Raineri Sphor

Desponta em alma de noite
Por sobre olhar de vida,
Por ser chegada e partida,
Sangrando em carnal vermelho
E a retina, por espelho,
Reflete a lua estampada
Na linda flor colorada
Que a china prende o cabelo!

E pelo olhar feiticeiro,
Sereno, tempo e céu
Pra o saludo no chapéu,
Quem traz sonhos por dentro
E arrincona sentimentos
Que a noite por si conhece,
Frente ao vermelho d’um leque
Que imita o bailar do vento.

Num rasguido compassado
De luzir tempo e espora,
E o lenço encarnado aflora
Na própria estampa campeira
Que se vê sangrar inteira
Em cada nota tirada
Na baeta colorada
Que é alma das três ilheiras.

E ao findar a sinfonia
De vida, sonho e candeeiro,
Frente ao olhar do gaiteiro,
Ressurge a linda guaiñita,
Vermelho vestido em chita
E um sorriso por sinuelo,
Oferta a flor do cabelo
E um beijo por despedida.

Retorna em alma de dia
Por sobre o olhar de vida,
Por ser saudade e partida,
Sangrando em carnal vermelho,
Na retina, por espelho,
A luz do sol estampada
Na linda flor colorada
Que a china prendia o cabelo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: