Gaita de Botão – Amigo Souza


1º Campo em Canto – Itaqui – RS – 2006.

GAITA DE BOTÃO

Letra: Amigo Souza
Música: Amigo Souza
Intérprete: Amigo Souza

Pequena, mas de talento,
De nobre estirpe pampeana,
Fidalga, xucra, haragana,
Solta de patas ao vento!
Se aportou neste rincão
Pra nunca mais ir embora
E se soltou campo afora
Velha GAITA DE BOTÃO!

Solita que veio ao mundo,
Atrevida e roncadeira
Com um sonido profundo
Ultrapassando fronteiras…
Veio lá do estrangeiro
Cortando mares ao meio
E fez morada no seio
Do meu pago missioneiro!

Minha gaita de botão:
Verdulera ou Botoneira,
Oito Baixos, Roncadeira,
Parceira do coração!
Por muitos anos terrunha:
Nos braços do Malaquias,
Eurides, do Tio Bilia
E do mestre Dedé Cunha!

Se aquerenciou nos galpões,
Querido traste andarengo.
Já fez dançar até rengo,
Já embalou corações.
Perdurou por gerações
E já foi quase esquecida,
Hoje, além de preferida,
É a rainha dos salões!

Ganhou a notoriedade
E o respeito nas bailantas.
Encheu de felicidade
O coração das percantas.
Perambulou como tantas,
Derrubou mil preconceitos
E conquistou seu direito
De mais baguala da pampa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: